quinta-feira, 31 de julho de 2014

Prefeito de Portalegre é agredido com murro na cara por prestador de serviço dentro da Prefeitura

 

Prefeito de Portalegre, Neto da Emater (PP) foi agredido hoje pela manhã, dentro da Prefeitura, por um fornecedor.

Ao Blog, Neto contou que levou um murro na cara de um arquiteto do município de Martins.

“Mas eu revidei”, disse o prefeito, afirmando que a confusão que chegou às vias de fato teve testemunhas e que ele fez exame de corpo de delito e prestou queixa na Delegacia.

Tudo começou porque o arquiteto, que entrou na licitação para fazer um projeto de parte do mirante que será construído no município, já vinha se desgastando com o prefeito por causa da cobrança, por parte da Prefeitura, para que o projeto fosse entregue, já que amanhã, primeiro de agosto, é o último dia para que o projeto seja entregue à Caixa Econômica Federal, órgão financiador.

Ontem à noite o arquiteto levou o material pronto e entregou a um auxiliar do prefeito, dizendo que seu trabalho havia custado 10 mil reais e que ele passaria hoje na Prefeitura para pegar o dinheiro.

Segundo o prefeito, a discussão teve início quando ele disse que o valor que a Prefeitura lhe pagaria seria o valor licitado, e o que caberia a ele, segundo a documentação, era pouco mais de 2 mil reais.
Segundo o prefeito, o arquiteto não gostou e disse que queria retirar a parte do projeto assinada por ele.

“Mas ele sabe que o prazo termina amanhã”, lembrou o prefeito.
Como não chegaram a um consenso, o prefeito disse que o arquiteto tacou um murro no seu rosto fazendo sangrar seu nariz.

“O que eu acho engraçado é que todo mundo diz que político é corrupto, mas um prefeito todo dia se depara com atos de corrupção por parte de outras pessoas. O povo acha que, só porque o dinheiro é da Prefeitura pode fazer o que quiser”, reclamou Neto da Emater.

O Blog está tentando contato co o arquiteto para ele dar sua versão.

Por Thaisa Galvão

Charge

População desencantado com a política

Prova do desencantamento do povo com a política:

Hoje, conversando com uma pessoa do interior, que mora numa comunidade rural, perguntei como anda a campanha por lá.

-Tá fraco – respondeu.

Perguntei se algum candidato já havia aparecido.

-Teve um por lá – disse, explicando que era um novato, não lembrava o nome.

Aí perguntei em quem ela vai votar.

-Em ninguém.

E foi logo explicando…

-Eu já resolvi que não voto mais em ninguém. Pra prefeito é que eu não voto mesmo. Porque se a gente precisa de um exame tem que se ajoelhar nos pés do prefeito pra ele autorizar. Se precisa de um emprego, não tem. Vou votar pra quê? Pra eles encherem os bolsos de dinheiro, não terem problema nenhum pra pagar as contas e ainda viverem viajando?

Silenciei…diante da razão absoluta da criatura, da zona rural de uma pequena cidade do Trairi…

Mas, e nas eleições deste ano? O que ela me diz?

-Não voto. Vou só lá pra assinar, mas não voto. Aí o povo diz que a gente tem que cumprir com a nossa obrigação…mas…os políticos cumprem? Comigo eles não cumprem.

Calada eu estava…calada fiquei.

Por Thaisa Galvão

Henrique Alves versus Marlon


Henrique Alves prometeu e cumpriu. Acaba de chegar ao CNJ uma representação sua contra o juiz Marlon Reis, autor do livro Nobre Deputado.

No livro, lançado recentemente pela Leya, Marlon – idealizador do projeto da Lei da Ficha Limpa – descreve as práticas de um personagem fictício chamado Cândido Peçanha, um deputado que faz tudo pelo poder.

Alves reclamou em nota no inicio de junho que o livro reforça a ideia de que a política de nada serve para a população.

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Entrevista com José Luiz Araújo de Abreu de Pedra Preta

José Luiz

1) Blog Pedra Preta Real - Defina Pedra Preta em uma frase.

Professor José Luiz - Cidade simples, acolhedora, típico ambiente interiorano, mas, infelizmente com pouca infraestrutura pela falta de zelo de seus administradores.

2) Blog Pedra Preta Real - Se pudesse mudar o nome da cidade, como ele se chamaria e por quê?

Professor José Luiz - O nome mais encantador seria ITAUNA, pelo fato deste ser o nome original na língua tupi–guarani, que representa muito bem as características das rochas de algumas regiões do município.

3) Blog Pedra Preta Real - Como é ser professor no Brasil? O senhor se sente um profissional valorizado? 

Professor José Luiz - O problema para o professor está nas seguintes questões: Desprestígio profissional, más condições de trabalho e baixos salários e pelo ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente. O desprestigio e desvalorização começa pelos gestores passando pelos alunos e pela própria comunidade. Os jovens hoje não procuram mais cursar licenciaturas por que o salário está muito aquém de outros profissionais com o mesmo nível de estudo, por esse motivo é que falta muitos professores em áreas com matemática, Física, Química e Biologia; as estruturas físicas precárias para se trabalhar, como vimos em alguns locais que tem teto de escola caindo, falta de material, insegurança, entre outras coisas. Quando eu cito o ECA como um dos grandes entraves da educação e do trabalho dos professores (é opinião minha) é que esse estatuto tem o seu lado bom de proteger as crianças e os adolescentes, no entanto, ele determina muitos direitos ao ponto que dispensa os deveres, deixando-os livre para fazer o que bem entender (querem saber alguns já entram na sala de aula com celular ouvindo músicas não pedem permissão, entra e sai quando deseja, entre outras) e os professores estão de mãos atadas no que toca a reclamar de um aluno, ora, alguns hoje não respeitam mas nem os pais, quem dirá o pobre do professor, uma vez que muitos já frequentam a escola pela força da lei. Então vem o governo propagando músicas dizendo que toda profissão tem um professor teve um professor, como que fosse resolver os nossos problemas. O mínimo que se exige é respeito pois, toda a base da educação da grande maioria das crianças está a critério da escola uma vez que os pais também estão submissos aos filhos. Ainda temos bons professores que querem contribuir para formação de uma sociedade melhor mas, a categoria acaba por ser recriminada pelo fato de alguns professores relapsos e descompromissados com a educação, acabam por contribuir para péssima imagem da categoria pois, algumas pessoas procuram o concurso público para buscar regalias e privilégios do serviço público e responsabilidade que é bom! 

4) Blog Pedra Preta Real - O sistema educacional brasileiro é falho e mal gerido? Quais são os maiores gargalos da educação em nosso país?

Professor José Luiz - Acredito que o problema está no próprio sistema político brasileiro em que descumpre a constituição quanto as responsabilidades de cada nível de governo com o ensino. Os municípios são responsáveis pelo ensino infantil e fundamental, mais o governo do estado teimam em executá-los, enquanto este deveria manter o ensino médio e que ainda quer manter o ensino superior que por sua vez é de responsabilidade do governo federal que também foge de suas responsabilidades ao bancar o ensino médio construindo vários centros federais Brasil afora (mas será que a qualidade de ensino aprendizagem mantem a qualidade dos antigo CEFETs?) Com isso, a distribuição dos recursos ficam comprometidos, outro fator é o problema de gestão, às vezes e quase sempre, alguns gestores usam a pasta como cabide de emprego e colocam pessoas para ministras aulas (sem processo seletivo ou análise das competências e habilidades para tal) e o pior é que para trabalhar na base, logo quando as crianças mais precisam de um acompanhamento adequado para sua fase e que irá afetar no seu desenvolvimento para resto da vida. 

5) Blog Pedra Preta Real - É favorável a federalização da educação básica do Brasil e privatização das universidades públicas? 

Professor José Luiz - Sou a favor da federalização (sabendo que tem que mudar a constituição), mas acho pouco provável, principalmente por que os sindicatos não querem e, todos sabem que a maioria anda lado a lado com alguns governos, principalmente se tiver a cor vermelha e, que eles não vão querer perder a sua representatividade nos estados e municípios. Acredito que se ocorresse o sistema passaria para tempo integral o iria melhorar muito, poderia haver uma melhor valorização dos profissionais e, sobretudo, melhor infraestrutura e condições de trabalho, mais ainda acho isso uma utopia. Quanto a privatização eu sou contra qualquer tipo de privatização das estatais na forma como é conduzida em que os compradores utilizam o nosso dinheiro, para comprar o que é nosso com empréstimos no BNDS. O PNE (plano Nacional de Educação) aprovado agora no congresso vai colocar ainda mais do dinheiro público nas universidades privadas com os vários programas que já existem como o Prouni, por exemplo

6) Blog Pedra Preta Real - Como avalia a educação em Pedra Preta? Quais políticas educacionais poderiam ser implantas para melhorar o sistema de ensino? 

Professor José Luiz - Aqui em Pedra Preta a educação vem passando por um descredito muito grande, tenho alguns colegas que falam com saudosismo e quase com os olhos marejados quando falam da Escola João Bandeira Sobrinho no inicio das atividades e que por questões de politicagem vem ruindo e hoje para reerguê-la requer muita paciência e determinação quebrando algumas barreiras que foram sendo implantadas no município como perseguições, intrigas entre outras coisas que acabou contribuindo para o atual nível de ensino no município, mas não é só na educação são em todos os setores da administração. Hoje o município já vem reestruturando a estrutura física e o mobiliário mais ainda faltam muito, precisa de laboratórios, mais salas de aulas, parques infantil, quadra poliesportiva, ou seja, todo um aparato que venha estimular o acessos das crianças e dos adolescentes a se manter na escola. Não da para continuar trabalhando com o sistema arcaico de quadro e giz. Não devemos ficar olhando pelo retrovisor só para reclamar, mas para observar o que foi feito de errado para não cometê-los novamente. A primeira ação para melhorar o ensino na zona rural é promover a nucleação, das escolas colocando as turmas em uma única escola com acompanhamento de equipe pedagógica e não com o se encontra com escolas em que temos salas com poucos alunos em que muitas vezes não estão rendendo e os alunos chegam ao 6º ano do ensino fundamental sem escrever o próprio nome e não realizam nem as quatro operações Matemática. Além da nucleação, devem ser implementados projetos de leitura, reestruturação da biblioteca pública municipal, estimular as praticas esportivas.

7) Blog Pedra Preta Real - O senhor aprova o trabalho desenvolvido pela atual Secretária de Educação? Ela está no caminho certo? 

Professor José Luiz - Sim. Na secretaria ela tem uma equipe de apoio boa, embora o município careça ainda profissionais para o apoio pedagógico. Hoje todo gestor que queira atuar no município encontra um grande entrave, um dos grandes problemas da educação do município é a troca de favores políticos que foi criado aqui. Tu votas em mim e eu te deixo em casa recebendo sem trabalhar, quando não, mudam de função para sair de sala de aula, o pior é que quando muda o quadro político os indivíduos que antes reclamavam querem usar o mesmo artifício, ainda existe a situação dos faltosos que acabam por desestimular aqueles que trabalham com assiduidade. Nessa situação, ninguém em sã consciência e que queira realizar um bom trabalho irá assumir algum cargo. No final só quem perde são as famílias Pedrapretenses que esperam que a educação venha futuramente melhorar a vida de seus filhos. 

8) Blog Pedra Preta Real - Como o senhor projeta a educação em Pedra Preta para os próximos anos?

Professor José Luiz - O que se espera aqui é que se todos esquecerem as desavenças políticas e passar a darem as mãos pensando que quem precisa da educação do município são as pessoas de Pedra Preta, sobretudo, os filhos dos agricultores, das pessoas de baixa renda do município que não tem nenhuma perspectiva para os seus filhos. Caso não aconteça, eu não acredito em um futuro proveitoso, para tentar melhorar ou trazer de volta a qualidade do ensino-aprendizagem do município.

9) Blog Pedra Preta Real - Como o senhor avalia a administração do Prefeito Luiz? Quais são os pontos positivos e negativos de sua administração?

Professor José Luiz - Na administração vejo um progresso para o município, haja vista, a aquisição de equipamentos, melhorias na infraestrutura dos órgãos públicos ( felizmente hoje não somos obrigados a conviver com prédio pintados com a cor de um partido político), atendimento humanizado, a busca por estruturar os órgãos públicos municipais. No entanto, ainda fico com um pé atrás quanto às obras de grande porte, o governo completou 18 meses e o que espero que as obras tenham inicio, meio e fim e que sejam estruturadas, equipadas e que possam atingir a sua finalidade que é servir a população do município ou a quem necessitar dos serviços aos quais estejam destinadas. Embora diga que não devemos ficar só olhando pelo retrovisor, mas, é sabido que até então as obras de Pedra Preta nunca foram concluídas, portanto, acho que ainda tem tempo para avaliarmos o atual governo quanto a isto. 

10) Blog Pedra Preta Real - Se a eleição fosse hoje, o atual prefeito estaria reeleito?

Professor José Luiz - A única certeza que tenho é que politicamente estão trabalhando para devolver o poder aos que destruíram esse município. 

11) Blog Pedra Preta Real - Quais secretarias ou setores da administração municipal merecem mais e menos destaque? 

Professor José Luiz - Atualmente o gargalo da administração está nos serviços urbanos. Embora o serviço de coleta de resíduos como lixo e os dejetos sanitários venham ocorrendo a contento, esse setor precisa resolver problemas como o transito de animais dia e noite nas ruas, observar a frequência da poda das arvores para evitar problemas com iluminação publica (que nunca foi uma Brastemp), mas temos algumas ruas escuras, inclusive a que moro, se bem que um ótimo projeto seria a substituição das lâmpadas amarelas atuais por lâmpadas de LED que são mais econômicas e emite mais luminosidade. Na saúde acho que precisa ver as questões dos exames laboratoriais de baixa complexidade e procurar intensificar o trabalho da vigilância sanitária. A ação social vem desempenhando um ótimo trabalho com os jovens e principalmente com a melhor idade (que devem receber nosso carinho e apoio). Tem muitos programas bons sendo desenvolvidos em conjunto entre as secretarias, cito educação, ação social, saúde. Mas ainda estou esperando alguma ação da área ambiental. Outro dia fui questionado neste blog sobre ações de arborização, só não entrei no debate porque já tenho minhas funções e acredito que já existem órgãos no município para tal.

12) Blog Pedra Preta Real - O senhor se sente bem representado pela câmara de vereadores? Quais vereadores merecem mais destaque? 

Professor José Luiz - Nunca senti, e hoje não serei hipócrita pra dizer que sinto na sua totalidade. Ainda temos alguns vereadores de 1º mandato que precisam de crédito e torço que eles acertem. Qual é mesmo a verdadeira função de um vereador? 

13) Blog Pedra Preta Real - Se o senhor fosse gestor público, qual obra seria prioritária em seu governo? 

Professor José Luiz - Parece ser muito ortodoxo para alguém, mas acho que a base de sociedade mais com menos desigualdade está na qualidade da educação de seus cidadãos, a partir de então, poderemos ter mais segurança, saúde, consequentemente um bem estar social entre outras. Pensando assim, eu buscaria promover uma melhor qualidade na educação, embora saiba que seria como olhar para a MEDUSA (da mitologia grega) e todos os dias se transformar em pedra (lembremo-nos dos entraves), mais, quem puder promover um programa de educação com incentivos para trazer e manter as crianças no ambiente escolar e não somente estar na escola por obrigação e que pudesse potencializar as chances de sucesso das crianças e jovens poderá ser lembrado na Historia de qualquer município como gestor na concepção da palavra. 

14) Blog Pedra Preta Real - É possível desenvolver o turismo em Pedra Preta? Que atrativos poderiam ser fomentados para desenvolver esse segmento?

Professor José Luiz - Pedra Preta tem um relevo bem interessante que podemos destacar facilmente regiões de depressão, montanhosas em uma área de transição com as planícies litorâneas que se estende desde Toco Preto passando por Olho Dágua ate seus limites com Jandaíra. O destaque nessa região são o calcário e as fontes naturais de água poderia ser utilizadas como balneários para visitações e banho, desde que se realize projetos de beneficiamento da área de forma sustentável, ou seja, sem degradar o ambiente. No município outra atração são as grandes rochas com as piscinas naturais e artificiais da região de Baixa do Angicos e São José, onde pode ser idealizados passeios por trilhas ecológicas observando também a vegetação de Caatinga da área. Estrada de ferro e um prédio (sem uso) em seria interessante um convênio junto RFFSA (ou concessionaria) para adquirir equipamentos e criar um museu do trem de Pedra Preta, contando a historia da passagem do trem no município. Na cidade temos a cadeia montanhosa da Serra da Quina Branca. Na região da Beira do Rio (Ceará Mirim) há algumas pinturas antigas em rochas, mas infelizmente elas foram destruidas e perderam seu possível valor histórico e que seria mais um atrativo turístico para o município.

15) Blog Pedra Preta Real - Como avalia a política nacional e estadual para a eleição 2014? Estamos caminhando para um cenário mais favorável para os próximos anos? 

Professor José Luiz - Infelizmente eu acredito que ainda ficará pior do que está. Não temos boas perspectivas, pois o sistema politico brasileiro é extremamente corrupto, partidos que foram criados no final dos anos 70 e início dos anos 80, que tinha tudo para dar certo como o PT e PV (que foi criado por dissidentes insatisfeitos com o trajeto que o PT tomou), para defender a classe trabalhadora, lutar contra a opressão, contra as elites, e a “direita conservadora” como diziam e, pela causa ambiental acabaram sendo engolidos pelo famigerado sistema de poder podre político brasileiro, com as “maracutaias”, tendo que se unir aos “antes” políticos que eram oposição (e que se diga de passagem eram o que eles diziam a direita conservadora) além entrar no fundo do poço da corrupção. Eu sou fã de pessoas como Fernando Gabeira, Heloisa Helena, Alfredo Sirkis Marina Silva que não aceitaram conviver com a podridão que se tornou o partido que eles ajudaram a criar e tiveram que mudar e que diga-se de passagem, o novo partido que Marina Silva (que teve mais 32 milhões de votos no ultimo pleito e iria) tentou criar a fim de disputar as próximas eleições foi esmagado pelos cartórios do interior paulista, sobretudo, na ABC. Como podemos acreditar em um futuro promissor se hoje estão montando um sistema de se apropriar da nação com a politica do poder pelo poder, utilizados as estatais como cabide de cargos com altos salários (inclusive para companheiros que não tem capacidade técnica para assumir tais cargos, como exemplo vejam o que esta acontecendo com a Petrobras). O que pensar das coligações onde se atrai partidos para assumir ministérios somente para aumentar o tempo de televisão e radio de candidatos (pago com o dinheiro de nossos impostos que vão para milionários fundos partidários)? O que dizer de programas de “compensação social” que não fiscalizados e que só serve como na verdade como moeda de troca por votos que é tão bom que todos os candidatos de hoje estão roendo um ossos por eles. Quero que fique claro que não sou contra essas bolsas, só acho que quem recebe deve ter um mínimo de compromisso com os verdadeiros beneficiários como a compra de material escolar, fardamento, alimentação e, não para fazer como uma senhora que estava reclamando o dinheiro da bolsa família não dava para comprar uma calça de R$ 300,00 para a filha. Além disso, deve manter os filhos na escola, cumprir com as ações de saúde como a vacinação entre outras. E ainda temos o problema do famigerado fator previdenciário criado no governo FHC (PSDB) e que muitos de nós trabalhadores votamos no PT pensando que ia ser tirado e já se vão três mandatos que, diga-se de passagem, acreditei três vezes por falta de opção, e hoje o que fazer? Se correr, os que querem entrar estão doidos para comer o filé do dinheiro publico e se ficar, todos já sabem o que está acontecendo. Então em quem confiar? Quando chego no RN, aí as coisas também estão preta, primeiro porque observamos quase todos aqueles que se uniram para eleger Rosalba e, depois de comerem o caviar e ver a ruina de uma das piores administrações do estado, se afastaram, mas, depois da casquinha que tiraram com cargos entre outras vantagens, então temos o vice governador agora independente e acha que não tem culpa de nada. O outro vem há 40 anos na política do estado e só hoje está reconhecendo os problemas? O pior é que para tentar se eleger quer juntar quase todos os partidos e prefeituras. Que cenário mais macabro podemos desenhar para esse, como diz o jornalista mossoroense, pobre Rio Grande Sem Sorte?

16) Blog Pedra Preta Real - É favorável a implantação de um sistema de arborização nas zonas urbana e rural? Acredita que traria uma melhoria para qualidade de vida da população?

Professor José Luiz - Claro que sim. Primeiro que o projeto deve ser elaborado observando o tipo de árvore a serem utilizadas (prefiro frutíferas), a disponibilidade de água e a possibilidade do reuso desta, ( inclusive, o meu artigo de pós graduação apresenta o seguinte tema: ÁGUA: UMA PROPOSTA PARA O USO SUSTENTÁVEL EM PEDRA PRETA/RN, em que disponibiliza características sobre o índice pluviométrico, a umidade relativa do ar, o relevo, o solo, o clima, a agricultura e as fontes de abastecimento de água para a região e, que está disponível para quem interessar e que pode subsidiar o uso de forma consciente da água na região do semi-árido). Lembro que ainda na faculdade entre 1999 e 2002, eu já pensava em um sistema de arborização como barreira de contenção para diminuir a ventania e poeira no assentamento São Pedro e Canto Comprido, que na época estava no inicio de suas atividades, seria um projeto que podia se estender a Baixa dos Angicos, mais infelizmente, cheguei a falar para algumas pessoas, mas se o resultado não for imediato todos menosprezam. 

17) Blog Pedra Preta Real - A desertificação do semiárido tem sido tema recorrente em debates de estudiosos da área ambiental nos últimos anos, sobretudo, porque o Brasil vem atravessando por longos períodos de estiagem, que tem se intensificado com mais frequência. Que cenário o senhor projeta para a próxima década? Que ações seriam necessárias para amenizar tal efeito? É possível criar mecanismos para que haja um equilíbrio entre o convívio com a seca e o desenvolvimento regional dessas áreas?

Professor José Luiz - Como você bem diz a desertificação já faz parte de uma ação natural como a estiagem prolongada, o maior problema é que o homem tem intensificado com ações como as queimadas e desmatamento esse fenômeno, outro grande problema é a teimosia em que o homem do semi-arido tem em criar animais de grande porte como o gado bovino que também contribui para o desmatamento, principalmente nas longas estiagens que procuram queimar o xiquexique e a macambira para o consumo dos animais. O grande problema é que com o solo sem a vegetação a intensidade dos ventos acaba por carregar as partículas de areia e os minerais deixando o solo pobre e facilmente erosivo. Quanto as expectativa vimos que mesmo com toda a tecnologia que dispomos, a previsão do tempo ainda é muito incipiente, e com o advento do aquecimento global o prognostico não dá para ser de otimismo (pareço ser muito pessimista, tanto no futuro político como no ambiental, mas infelizmente é o cenário que está sendo apresentado). Os maiores problemas de desertificação devem ocorrer principalmente nas áreas mais vulneráveis, como a nossa caatinga e o cerrado, infelizmente outros biomas estão fadados a sofrer drásticas alterações no seu clima e, consequentemente na fauna e na flora. Eu acho tudo passa pela educação ambiental com um trabalho na formação do cidadão com consciência socioambiental e sobre as consequências não só de problemas como o da desertificação, mas de outros efeitos que ocorrendo na superfície do planeta. É hipocrisia nos falarmos o não se deve fazer (é muito fácil), mas o que fazer? Primeiro, muitas, pessoas no campo vivem da venda de lenha e da produção de carvão nessa situação deveríamos incentivar o uso da algaroba, uma vez que, é liberada pelo IDEMA e, trabalhar o uso de outras plantas desde que com autorização e seja de forma sustentável promovendo o replantio e observando o período de desenvolvimento das plantas por área demarcadas para tal. A apicultura também é outra forma de subsidiar a renda sem degradar o ambiente. Estudar projetos com o uso da vagem de algaroba como bolos, doces, bebidas, cuscuz, e implantação de quintais agroecológicos com fonte de alimentação saudável e que possa incrementar o comercio de verduras e hortaliças no município gerando renda para o homem do campo. 

18) Blog Pedra Preta Real - Se pudesse escolher um morador (a) de Pedra Preta para entregar uma medalha de reconhecimento como exemplo de cidadania pra quem você entregaria este prêmio? 

Professor José LuizEu daria uma medalha a Dona Esmerina Ferreira Fernandes, pelo serviço prestado a educação, nesse município, sobretudo, quando da criação da Escola João Bandeira Sobrinho na administração de Francisco Salviano Xavier (Sabino). Dou menção honrosa para família de Seu Chico Luiz (in memoria) em Mundo Novo pela preservação dos animais silvestres em seu território, detalhe, dá gosto quando chegamos à fazenda e podemos ver preás, tejos, periquitos livres e próximos ao quintal.

19) Blog Pedra Preta Real - Qual a melhor forma de combater a desigualdade social e construir uma sociedade mais justa? 

Professor José Luiz - Através de uma educação de qualidade e formação ética e cidadã. Ensinar a pescar e não dá o peixe pronto. Saber que as pessoas tem direitos, mais esses por mais que sejam importantes, não os eximem de seus deveres.

20) Blog Pedra Preta Real - Deixe uma mensagem de consideração final para os leitores do Blog Pedra Preta Real. 

Professor José Luiz - Atualmente uma grande quantidade de informação surge a cada instante, vivemos em um mundo globalizado que precisamos saber o acontece em todo lugar um dos meios de informação muito importante nessa conjuntura são os Blogs. Um dos preceitos constitucionais brasileiro é a livre expressão. A Constituição Federal preserva ao cidadão o direito de manifestação, dizer o que pensa, ir as ruas para reclamar, mas priva esses cidadãos do anonimato. Portanto, eu acho um risco a publicação de comentários anônimos nos blogs, além do mais esses canais deveriam ser ativos politicamente e ser neutros na politicagem.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Flagra! Novo Ford Escape (SUV do Focus) já roda no Brasil


Dentro da estratégia One Ford de ter uma linha global, a filial brasileira da marca do oval azul prepara outras novidades para depois do Ka e do Ka+ (sedã), que serão apresentados nesta penúltima semana de julho durante um show em tributo ao rock, em São Paulo. Estamos falando do Escape, versão SUV do Focus (também chamada de Kuga na Europa), que foi flagrada pelo nosso leitor Leandro Duarte Gervasio nas ruas de Olinda (PE).

Com placas azuis que aparentam ser do Corpo Consular, o modelo top de linha Titanium fotografado não deve fazer parte das unidades que a Ford testa no país para futura importação. Mesmo assim, de acordo com os planos da marca apurados pelo CARPLACE no começo deste ano, não é de hoje que a marca deseja vender por aqui o “jipão” do Focus. O problema é que, até então, ele era produzido somente na Europa (Kuga) e chegaria com preço inviável. Pois nesta nova geração ele também substituiu o antigo Escape norte-americano (assim como Fusion e Mondeo agora são um carro só) e deverá chegar ao Brasil em 2015, importado dos EUA, para fazer a ponte entre o EcoSport e o Edge – este que também deverá pintar no Salão de São Paulo em novíssima geração.

De acordo com gente ligada à Ford, o Escape viria para concorrer na faixa dos R$ 100 mil a R$ 120 mil disputando mercado com Hyundai ix35, Toyota Rav4, Honda CR-V e Kia Sportage, entre outros. A meta de vendas rondará as 1.000 unidades/mês. Especulações dão conta de que a versão com motor 2.5 (mesmo do Fusion, podendo até ser flex) e câmbio automático de seis marchas seja a primeira a desembarcar, mas também há possibilidade da 1.6 Ecoboost.

Se fizer sucesso, o Escape pode se juntar ao Focus/Focus Sedan na linha de produção da Ford na Argentina e passar a não pagar Imposto de Importação, abrindo a possibilidade até de versões mais baratas.

Vice-premiê turco diz que mulheres não devem rir em público


O vice-primeiro-ministro da Turquia anunciou, nesta segunda-feira, que as mulheres não deveriam rir em público no país. A frase fez parte de um discurso sobre a "corrupção moral" pela qual o país estaria passando. As informações são do The Independent.

Segundo a publicação, Bülent Arınç disse que a televisão e os meios de comunicação têm transformado os adolescentes do país em "viciados em sexo". 

"O homem não será mulherengo. Ele será fiel a sua esposa e vai amar seus filhos. A mulher vai saber o que é certo e errado. Não vai rir em público. Não será convidativa em suas atitudes e terá sua castidade protegida", falou Arınç, anunciando um futuro com menos interferência dos meios de comunicação.

Ekmeleddin Ihsanoglu, que está concorrendo com o primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdoğan, nas eleições presidenciais de agosto, levou o assunto para o Twitter. "A Turquia precisa de mulheres rindo. O país precisa ouvir o som dos risos, acima de qualquer outra coisa", publicou ele. 

Apesar de ter sofrido críticas internacionais por tentar bloquear o Twitter e o Youtube no país, a Turquia tem sido considerada um país progressista com relação aos direitos das mulheres, em comparação com os países vizinhos.

Terra

Operação do Ministério Público apura envolvimento de juiz em venda de liminares

Da Tribuna do Norte Online:

Ministério Público apura denúncia de venda de liminares por juiz de Ceará-Mirim

O Ministério Público do Rio Grande do Norte está apurando uma denúncia sobre possíveis vendas de liminares pelo juiz da 1ª Vara Cível de Ceará-Mirim, José Dantas de Lira. Na manhã desta terça-feira, o MPRN, através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECCO) e Polícia Militar, deflagrou uma operação de busca e apreensão em três municípios da região metropolitana: Parnamirim, Ceará-Mirim e Natal.

De acordo com o MPRN, há indícios de que o juiz atuava com mais quatro pessoas em um esquema de corrupção. Segundo a denúncia, feita por uma pessoa participante do esquema, ele concede liminares para abertura de crédito consignado em troca de favores ou dinheiro.

As buscas foram autorizadas pelo desembargador Cláudio Santos. Na ação, realizada em casas e locais de trabalho dos denunciados, foram apreendidos documentos, pendrives, computadores.

Caso as denúncias sejam confirmadas, os suspeitos podem ser enquadrados pelos crimes de corrupção, falsidade ideológica e formação de quadrilha.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Aécio contrata Mick Jagger para torcer pela Dilma


Informações da fonte Verdana, apontou que o candidato Aécio Neves esteve na Inglaterra à procura do cantor Mick Jagger para contratá-lo. O inusitado é que, segundo informações da mesma fonte, desta vez destacada em negrito, o contrato seria para que Mick Jagger participe das campanhas políticas no Brasil, torcendo pela sua adversária Dilma.

Na Inglaterra, Jagger se assustou com o fato de um político brasileiro pagá-lo para torcer pelo adversário. Ainda não se sabe quando Jagger desembarca no Brasil vestindo uma camisa vermelha com uma estrela no meio.

Os adversários estão classificando a atitude de Aécio de um “jogo sujo” e vão se mobilizar, fazer uma vaquinha e tentar reverter a situação, para tentar fazer Mick Jagger mudar a torcida.

G17 (Humor)

Enquanto isso no Campeonato Brasileiro


Comédia com Sandler e Barrymore: mais de 1 milhão de espectadores


Também na segunda semana em cartaz, Juntos e Misturados teve 281 760 espectadores entre quinta-feira e ontem. A boa média de público de 817 pessoas por cinema, segunda melhor do final de semana, fez o filme ultrapassar a marca de 1 milhão de espectadores. A Rentrak contabiliza, até agora, público de 1 266 690 pessoas na comédia com Adam Sandler e Drew Barrymore.

Por Lauro Jardim

Candidatura de Henrique Alves une grupo de situação e oposição em Pedra Preta

Hoje em Natal: Grupo liderado pelo Prefeito Luiz de Haroldo (PROS) anuncia apoio a candidatura de Henrique Alves
Grupo liderado pelo vereador Jadson Mendes (PMDB) prestigia encontro em Currais Novos


Comentário do Blog: Em fevereiro o Blog Pedra Preta Real já antecipada essa possibilidade. Acertamos mais uma vez.
Matéria do Blog Pedra Preta Real - fevereiro de 2014

Consult ouve eleitores de 58 municípios do RN sobre preferência e rejeição de candidatos ao Governo, Senado e Presidência

Duas pesquisas serão publicadas essa semana.

O instituto Consult termina hoje as 1.700 entrevistas da pesquisa registrada no TRE sob número 00008/2014, contratada por 30 mil reais pela Rádio 96FM para ser divulgada quarta-feira, dia 30.

Os números deverão ser apresentados à tarde ou à noite, para serem repercutidos pelos jornais matutinos.

A pesquisa da Consult, feita em 58 municípios – não revela quais – ouviu eleitores sobre preferência e rejeição para governo, senador e presidência da República.

Nas três situações os eleitores também foram questionados sobre quem eles acham que vão ganhar.

Pedra Preta: Prefeito Luiz de Haroldo e seu grupo anunciam apoio à Rafael Motta


Na manhã desta segunda (28), o prefeito de Pedra Preta, Luiz de Haroldo (PROS), e seu grupo estiveram em Natal reunidos com Rafael Motta, vereador da capital potiguar, presidente estadual do PROS e candidato à dep. federal, onde fecharam apoio ao mesmo.

Na reunião junto com o prefeito Luiz, estiveram presentes os ex-prefeitos Adriano Teixeira e Cícero Avelino, vereadores Adailton Peixoto (PTB), Nena Pinto (PR), João Maria Silva (PMDB) e Luiz de Beca (DEM) e também os assessores Cláudio Avelino e Francisco Lopes Neto (Fantico).

Em conversa com o blog recentemente, Luiz já vinha demonstrando interesse em apoiar o projeto político de Rafael Motta. Segundo Luiz, Rafael é um dos melhores nomes e tem visão de futuro para o RN, e também já deixou claro está disposto a ajudar o município de Pedra Preta, todas as vezes em que for preciso.

Fonte: Pedra Preta em Ação



Comentário do Blog: Informação do Blog confirmada hoje.
Matéria do Blog Pedra Preta Real

Carro de coleta de lixo derruba árvore que cai em cima de outro carro


Uma caçamba coletora de lixo, da Urbana, derrubou uma árvore do canteiro central da avenida e…sobrou para a motorista que vinha logo atrás.
Árvore sem poda, vazando os galhos para a via pública.
Quem paga o prejuízo?

Thaisa Galvão

domingo, 27 de julho de 2014

“Dinheiro da corrupção é roubado dos pobres”, disse bispo

Em seu discurso na noite de hoje (27), durante o encerramento da Festa de Sant’Ana 2014, dom Antônio Carlos Cruz Santos, pediu aos políticos ética na campanha, para que ela exista no mandato. “Façam dos pobres opção, porque eles são mais necessitados. O dinheiro da corrupção é desviado da saúde e educação e, portanto, é roubado dos pobres”, salientou dom Antônio.

Repasses federais para a Secretaria de Saúde de Pedra Preta


Da Caixa ao BNDES


Marcelo Odebrecht tem vivido embates pesados com o governo este ano. Desentendeu-se com a Caixa Econômica, sua sócia nos setores de transporte e saneamento; estapeou-se com o governo por causa da política de preços do etanol; brigou contra a autorização para a iniciativa privada construir mais um aeroporto em São Paulo; e criticou a concentração de financiamentos no BNDES.

A quem o questiona se não é hora de a Odebrecht adotar um estilo mais suave no trato com os clientes, Marcelo responde com uma história da década de 70 que ouvia do avô, Norberto, que morreu sábado, 19.

Quando o responsável pela construção do Galeão mostrou a Ernesto Geisel a lista de empresas candidatas à obra, o então presidente a olhou e disse: ‘Eu daria a obra para aquele baiano malcriado, o Norberto Odebrecht. Ele reclama muito, mas cumpre tudo o que promete’.

Por Lauro Jardim

Pedra Preta: Situação do transporte escolar do município é crítica

Fotos: Pedra Preta News
 A situação dos veículos que fazem o transporte escolar em nosso município não é nada boa. Este problema não é de hoje, recentemente, mais precisamente no mês passado, durante a parada junina, o andamento das aulas já havia sofrido atraso devido a essa situação, o que levou a Secretaria de Educação a prolongar o recesso por falta de condições desses veículos. Hoje (26), este blog pôde comprovar o fato relatado ao se deparar com um micro-ônibus da Prefeitura quebrado no meio da estrada nas proximidades da comunidade de Caatinga de Areia, o problema ocorreu durante esta semana quando o mesmo fazia o transporte de alunos da zona rural à sede do município.

Por Pedra Preta News

Nova York aprova ‘Porta dos Pobres ’ em prédio de apartamentos de luxo

RIO – A cidade de Nova York aprovou o plano de uma construtora de incluir uma “porta dos pobres” em um complexo de apartamentos de luxo no bairro chique de Upper West Side.

A ideia de uma entrada separada para residentes de baixa renda já vem circulando há algum tempo, mas só agora um desses planos recebeu luz verde das autoridades urbanas. No caso, trata-se de uma incorporação da empresa Extell Development — um prédio de 33 andares com 219 apartamentos. As unidades “da elite” terão vista para o Rio Hudson, ao passo que as 55 unidades mais baratas terão frente para a rua.

A aprovação da entrada separada no endereço “40 Riverside” causou indignação, com muitos frequentadores nas mídias sociais chamando-a de “nada mais que uma versão atualizada da segregação”. O site “ThinkProgress” apontou que questões afetando residentes mais pobres em edifícios de luxo — que incluem não poder desfrutar de academia e piscina — em geral recaem sobre pessoas de cor.

Já a “Brooklyn Magazine” registra que tal diferenciação “não é incomum” e a “New York Magazine” lembra que a entrada especial “poupa os residentes [mais abastados] do constrangimento de encontrar regularmente pessoas com estilo de vida diferentes dos seus”.